slide

Armário Cápsula | Minha experiência

  Exatos 4 meses, decidi que queria fazer um armário cápsula, que no meu caso não se tornou bem um armário capsula. Como assim não? Vou explicar!

  Para quem ainda não sabe do que estou falando, Armário Cápsula é um método de organização, ou para explicar um pouco melhor, é um método de reorganização da alma consumista. Um método excelente naqueles momentos em que achamos que temos roupas sobrando e que queremos nos livrar de tudo isso, com o armário entulhado e não conseguimos escolher nada e nem ver exatamente o que temos. E a ideia do armário capsula é basicamente essa, começar "do zero" onde consiste em ter o "armário ideal" com uma quantidade X de peças - 13, 23, 52 - onde cada peça deve combinar e possa ser usada com duas ou mais peças do seu acervo.


  Quem me acompanha aqui a mais tempo - ou lá no Instagram - sabe que engravidei, passei por toda aquela fase com um bebê e que ela fez 1 ano no inicio do mês, e que mama ainda e muito. Devido a isso, eu tive uma limitação muito grande na hora de compor meus looks, porque tenho sempre que dá prioridade as peças com botões, aberturas ou que sejam fáceis de abaixar para amamentar a pequena - mas isso é assunto para um próximo post - e a maioria das minhas peças - vestidos e blusas - são fechadas na frente e nada fáceis para amamentar. Pois bem!

  Mesmo com toda essa limitação, resolvi me desafiar. E como sempre faço uma limpa no closet, sempre acabo deixando uma peça aqui e ali que não uso, na intenção de usar. Só que dessa vez resolvi deixar somente o que eu uso, e que eu ia fazer um esforço de verdade para usar. E como eu estava com bastante coisa acumulada e perdida, aproveitei o embalo para criar o meu armário cápsula, que se transformou em um armário funcional.

  Eu tentei e muito - juro - deixar a quantidade "certa" - que não existe quantidade certa na verdade - de peças de uma armário capsula. É apenas uma base fixa, onde você pode se basear por estação ou até mesmo por ocasião. E como temos estilo de vida e prioridades diferentes, não vamos se basear em números alheios, ok?


  Além de precisar fazer uma limpa geral nas minhas peças, e me adequar a essa nova fase de amamentação, a minha intenção maior de tudo isso, era rever o meu estilo, usar o que eu tinha vontade de usar e não usava por medo, ou achava bonito e eu não conseguia usar e ousar. Daí que resolvi tentar. E olha, mesmo com toda essa repetição de roupa - o que nos deixa entediada as vezes de ver sempre as mesmas peças - a parte boa é que estimula muito a nossa criatividade e é um exercício e tanto de autoconhecimento, de criar looks inusitados com peças que jamais poderia imaginar que dariam certas justas.

  E por ter diminuído - consideravelmente- a quantidade de peças, pude ver exatamente, todos os dias, todas as peças que eu tinha, e ajudou bastante na hora de compor meus looks. Muitas peças que antes pareciam perdidas, em que eu não conseguia montar nada com nada, eu pude usar de diversa formas e estilos, usando um vestido como saia, uma camisa como saia, um nó em uma blusa dando um estilo diferente. 


  E o que eu pude avaliar diante de tudo isso? É que não tive medo de arriscar. Quem antes tinha um estilo bem básico, me sai uma boa "misturadora " de estampas - hahahaha - . E pude ter ainda mais certeza que não precisamos consumir tanto assim para ter um armário funcional e estiloso.


5 comentários:

  1. Acho bem bacana essa ideia, eu preciso fazer isso, pois repito muito a mesma peça, então nada melhor que usar a criatividade pois tem muita coisa parada no guarda roupa. Adorei o post Luh. bjus da Mika


    Blog Mikaelly Menezes

    ResponderExcluir
  2. Adorei luh a dinâmica, como vc fiz também é vi quantas roupas ficam no armário sem uso. Amei! Bjs

    ResponderExcluir
  3. Amei a ideia e preciso praticar mais 😘

    ResponderExcluir
  4. Que looks lindos.
    www.paularopkevigano.blogspot.com

    ResponderExcluir

Qualquer dúvida ou ideia você pode falar aqui, ou então no e-mail: contato@decaronanamoda.com.