slide

História da Moda - Anos 20

  Dentre tantos livros e apostilas sobre moda salvas aqui no meu laptop, pensei: Porque não fazer uma viagem no mundo da moda? O que fez as moiçolas se descabelarem para ficarem ainda mais belas? Então vamos estudar um pouquinho sobre a História da moda.


Anos 20



  Uma década de prosperidade e liberdade, animada e pelo som do Jazz e pelo charme das melindrosas. Mulheres modernas da época, que frequentavam os salões e traduziam em seu comportamento o modo de vestir o espírito da também chamada era do Jazz.




  A sociedade dos anos 20 além da ópera ou dos teatros, também frequentava os cinematógrafos, que exibem os filme de Hollywood e seus astros como, Rodolfo Valentino e Douglas Fairbanks. As mulheres copiavam as roupas e os trejeitos das atrizes famosas como, Gloria Swanson e Mary Pickford.




  Livre dos espartilhos, usados até o final do século 19, a mulher começava a ter mais liberdade e já se permitia mostrar as pernas, o colo e usar maquiagem. A boca era carmim, pintada para parecer um arco de cupido ou um coração, os olhos eram bem marcados, as sobrancelhas tiradas e delineadas a lápis, a pele era branca, o que acentuava os tons escuros da maquilagem.





  A silhueta dos anos 20 era tubular, com os vestidos mais curtos, leves e elegantes. Geralmente em seda, deixando os braços á mostra. As meias eram em tons de bege, sugerindo pernas nuas. O chapéu até então acessório obrigatório, ficou restrito ao uso diurno. O modelo mais popular era o "cloche", enterrado até os olhos, que se podia ser usado com os cabelos curtíssimos, a "La Garçonne", como era chamado.




 A mulher sensual era aquela sem curvas, seios e quadris pequenos. A atenção estava voltada aos tornozelos.




  Em 1927, Jacques Doucet (1853-1929), o figurinista Francês, subiu as saias ao ponto de mostrar as ligas rendadas das mulheres. Um verdadeiro escândalo aos mais conservadores.




  A década de 20 foi da estilista Coco Chanel, com seus cortes retos, capas, blazers, cardigãs, colares compridos, boinas e cabelos curtos. 
  
  Durante toda a década Chanel lançou um nova moda após a outra, sempre com muito sucesso.




  Outro nome importante foi Jean Patou, estilista Francês que se destacou na linha "Sportswar". Suas roupas de banho também revolucionaram a moda praia.




  Em 1922, no Brasil, a Semana de Arte Moderna, realizada por intelectuais como Mário de Andrade e Tarsila do Amaral, levou ao Teatro Municipal de São Paulo artistas plásticos, arquitetos, escritores, compositores e intérpretes para mostrar seus trabalhos, os quais foram recebidos ao mesmo tempo, debaixo de palmas e vaias.




  Em 1925, pela primeira vez os surrealistas mostraram seus trabalhos em Paris. Entre os artistas estavam Joan Miró e Pablo Picasso. Constituindo um dos pilares chamado "American way of life".

 Toda a euforia dos "Felizes anos 20" acabou no dia 29 de Outubro de 1929, quando a bolsa de valores de Nova York registrou a maior baixa de sua história. De um dia para o outro, os investidores perderam tudo, afetando toda a economia dos Estados Unidos, e consequente o resto do mundo. Conhecido como a Grande Depressão.

Um comentário:

  1. Oi Luana!
    Gostei do post!
    Moda é cultura, expressão de uma época, de quem você. Adooooro!
    beijo!

    ResponderExcluir

Qualquer dúvida ou ideia você pode falar aqui, ou então no e-mail: contato@decaronanamoda.com.