slide

1 peça 5 look com Saia Jeans

  O  Jeans é um clássico, isso todo mundo sabe. Mas, quem imaginaria que as saias jeans lá dos anos 90/00 estaria nos itens de desejo de muitas fashionistas? Pois é, elas estão de volta!





 
Sempre fui apaixonada por saia jeans com essa pegada mais vintage, minimalista, com a lavagem tradicional de jeans, cintura alta e sem muitos detalhes. Por sorte, minha mãe me aparece com 3 saias jeans para colocar no brechó (@brechodonaraposa), e óbvio, catei logo uma.

Acabei montando cinco looks com propostas bem diferentes para mostrar que a saia jeans é um item super versátil e que dá pra ser usado em quase todas as ocasiões.

1º Look -
A escolha foi pensando nesse clima friozinho que bate por aqui, então a composição ficou por conta de um vestido transpassado com estampa de cobra, que acabei usando como se fosse um maxi casaco. Para complementar o look, escolhi uma regatinha preta básica, um colar mais comprido e o salto nude para ajudar a alongar a silhueta. Achei a composição com um toque chic.

2º Look - É um look super fresquinho, com uma pegada mais despojada, para os dias de clima instável. A composição ficou por conta de uma blusa estampada super fresquinha de alcinha, um cardigan prateado com um leve - muito - brilho caso o tempo esfrie.

3º Look - Uma produção mais básica sem muitos detalhes, deixando em destaque a blusa estampada e o maxi colar. Novamente o Salto nude pra da uma alongada e neutralizada na produção.





4º Look -  Vem com uma pegada mais vintage, trazendo o mix de estilos entre o masculino - que ficou por conta da camisaria - , e o feminino. Pra arrematar o look um salto mais fechado, um cinto e um maxi colar dando um charme a mais ao look.

5º Look - Uma produção mais básica e confortável para o dia a dia. Uma malha preta de manga 3/4 e nos pés um slipper azul marinho. Pode ser acrescentado um colar longo e até um maxi colar pra dá uma incrementada na produção.


6º Look (Extra) - E o último look ganhou um plus, um  3 em 1 de uma única produção. A peça base para compor com a saia jeans, ficou por conta da camiseta - que é masculina -. Quero mostrar o quanto dá pra ser versátil em um único look, mostrar que é possível montar um look despojado e arrumado ao mesmo tempo mudando apenas os calçados, acessórios e sobreposições.

  O primeiro look ficou bem despojado com o slipper, super basiquinho. Aí pensando em incrementar só um pouco, troquei pelo salto nude e um maxi colar, que já deixou um look super arrumado. Para incrementar ainda mais a produção, fiz a sobreposição com o blazer.

Ah, e detalhe! A camisa fiz uns truques de styling super fácil pra deixar o look ainda mais despojado. Dobrei um pouco as mangas e fiz um nó na frente. Pequenos detalhes dá uma diferença enorme ao look.


Uma dica válida:
Armário de mãe e de vó dá pra encontrar verdadeiros tesouros, por isso vale dá uma garimpada por lá ( se elas permitirem, claro 😉😊)

Gostaram dos looks?
Beijos

Estampa Xadrez Vichy e como usar o ano todo

  Você certamente já teve ou tem uma peça xadrez, certo? E acredito que todo - quase - mundo ama uma boa peça xadrez, seja pra usar diariamente ou ocasionalmente em festas típicas.

  Em seu leque de variedades da estampa (Tartan, madras, burberry...), o Xadrez Vichy volta a dar as caras - aquela com quadrados pequenos, com ares retrô que lembra uma toalha de piquenique - .

Coincidência ou não, mas o São João está chegando e com ele o Xadrez vem á tona. Mas, se você é assim como eu que ama e usa xadrez durante o ano todo ou você que tem um certo receio de usar por achar brega, cafona ou que só se deve usar xadrez no São João mesmo, acompanha aqui o post que vou te mostrar que a estampa Vichy - e qualquer outro tipo de xadrez - de cafona não tem absolutamente nada e que você pode montar vários looks cheio de estilo.

  Convenhamos, o xadrez é extremamente versátil, atemporal e fica lindo em qualquer estilo.


  O Xadrez Vichy - também conhecido como gingham -, originalmente, o xadrez era um tecido listrado importado da índia à Europa, em meados do século XVII quando começaram a produzir o material que ganhou atributo quadriculado, como xadrez.  A padronagem surgiu na cidade francesa de mesmo nome e o desenho surgiu na década de 50 que foi febre nas décadas de 50 e 60 e foi eternizado nos looks de Brigitte Bardot , e tem sido aposta certa nas temporadas de 2018. As cores mais populares da padronagem são as combinações de preto, vermelho ou azul com branco, mas também é possível encontrar amarelo, verde e cor de rosa.

  Considero uma estampa essencial para se ter no armário, já que é o tipo de estampa que dá pra usar tranquilamente no dia a dia como em outras ocasiões mais formais e/ou sofisticadas.

 Delicada e retrô, é perfeita para compor looks românticos e descontraídos. A estampa se diferencia pelo espaçamento entre as linhas e também as cores, quanto maiores e mais espaçadas mais ousadas, estilosas e chamativas elas são, deixando a peça mais atual. Quanto menor a estampa e o espaçamento, mais sensação de delicadeza é passada com uma cara mais vintage.

  Para embarcar sem medo na tendência, troque o xadrez clássico pela estampa vichy, que une fundo branco á trama preta, vermelha ou azul, aposte nas blusas e camisarias com combinações de shorts - com a blusa por dentro -, calças de alfaiataria, jeans - destroyde, dando uma modernidade ao look -, com a saia godê - ou a saia lápis - trazendo toda feminilidade e essência dos anos 50, deixa um look bem delicado que combina super com o ambiente de trabalho também.


  Invista também nas sobreposição
, como é o caso do primeiro look abaixo, uma blusa de babados super moderninha, deixando o look bem ousado e ao mesmo tempo elegante misturada a uma jaqueta jeans.

  E se você ainda não se sente completamente segura, que tal amarrar a camisa na cintura? Como é o caso do último look abaixo, moderninho e total conforto.


  E que tal uma calça com a estampa vichy? É a peça ideal para nos tirar da nossa zona de conforto e deixar o jeans de lado um pouquinho. Se for o seu caso, que trabalha em ambiente mais informal, a Vichy é ótima para transformar aquele look careta de escritório.

Se você não quer arriscar muito, invista na estampa menorzinha por ser mais discreta e nos tons de preto ou azul.




  Remetendo a esse clima retrô as saias godês e os shorts de cintura alta, trazem toda essa inspiração dos anos 50/60 que tem sido a peça desejo de muita fashionista., principalmente se a saia for no comprimento midi e com a cintura mais alta.

Dica: Sejam elas midi, longas, curtas, rodadas, em A, leves, pesadas, com babados... as saias são perfeitas para dá um up ao look, seja ele com uma pegada mais moderna, combinadas com jaqueta jeans, tênis, mix de estampas, combinações com camisetas mais divertidas e/ou peças masculinas, aos looks mais românticos.



  Para as amantes do estilo retrô e dos looks românticos, a aposta fica por conta dos vestidos mais rodados, sequinhos ou cheio de babados, com a padronagem maior trazendo toda a modernidade, deixando como peça em destaque e compondo apenas com detalhes nas cores de bolsas, sapatos, acessórios.



   Já puderam perceber que tem look e padronagem de estampa para todos os estilos e ocasiões, né? Apesar da paleta de cores da estampa ser sempre preto, azul ou o vermelho com branco não é obrigatório, você pode optar também por cores diferentes  e variar a padronagem.

Usem e abusem, pois o Xadrez tá liberado durante o ano todo.

Beijos

Tipos de Decotes e seus efeitos

Você sabe exatamente o efeito que cada decote tem no nosso corpo? Reuni aqui alguns - dos muitos - existentes, para nos auxiliar a escolher o decote mais adequado a nosso tipo físico. O mais importante é que possamos conhecer cada vez mais no nosso corpo, nossos pontos fortes e fracos, na hora de montar um produção e valorizar o que queremos valorizar ou esconder.


Decote U - é um decote redondo mais profundo que merece um certo cuidado em relação a sua profundidade. 

  Esse tipo de decote favorece quem tem seios menores. Quem tem seios maiores, deve dosar a profundidade do decote, evitando a impressão de seios ainda maiores, e o modelo ideal são os de alça, que além de dá uma sustentação ainda maior, valoriza o colo. 


Decote redondo -  assim como o decote o U, o decote redondo merece um certo cuido na hora da escolha, já que esse modelo é mais próximo ao pescoço ele favorece quem tem pouco busto, e o decote por ser mais fechado ele pode aumentar a região de mulheres com muito busto.


Decote quadrado -  É o tipo de decote tradicional e discreto. Ideal para quem tem seios maiores - ajudando a disfarçar o volume, nos modelos de quadrado mais profundo -, e ombros largos, principalmente se os modelos forem com alças ou mangas, ajudando a reduzir a sensação de ombros mais largos. 

 Já os decotes mais fechados próximos ao pescoço pode fazer o efeito contrário, dando mais destaque a região dos seios. 

O cuidado fica por conta das com pouco busto ao usar esse tipo de decote, já que eles tendem a formar sobras de tecidos deixando o visual nada bonito.


Decote Transpassado - Esse tipo de decote valoriza muito o corpo feminino - principalmente os seios - independente se você é mais magrinha ou cheinha, com pouco ou muito seio.

Modelo ideal para seios grandes - projetando os seios deixando super valorizado -, ideal também para nós baixinhas, principalmente se esse modelo de decote for em um vestido - mais conhecido como envelope -. Dá aquela alongada no corpo e afina a cintura escondendo aqueles quilinhos indesejáveis. E para as magrinhas, ele cria a ilusão de corpo mais curvilíneo.


Decote Ombro a ombro - Também conhecido como ciganinha, ele é ótimo para quem tem quadris mais avantajados, pois esse tipo de decote ajuda a equilibrar a silhueta já que a atenção vai toda para a região superior - busto, ombros e pescoço -. 

Esse tipo de decote valoriza todo os tamanhos de seios, é desaconselhado apenas para quem tem o ombro muito largo, e escolher um modelo que não deixe os braços muito marcados.


Frente única -  é aquele modelo que as alças passam por trás do pescoço pra prender o vestido ou a blusa.

É um modelo super democrático que pode ser usado por qualquer tipo físico e qualquer tipo de seio, principalmente para os seios mais afastados. 

 Porém, é bom ficar atenta ao modelo escolhido já que os ombros e os braços ficam em mais evidência. Se o modelo do decote for muito fechado, quem tem os braços e seios muito volumosos, costas largas, é preciso tomar cuidado ao escolher, já que em alguns modelos tendem a aumentar ainda mais o volume. 


Decote V - É o decote mais conhecido e o mais democrático por valorizar todos os tipos de seios. Ele é ideal para quem tem seios grandes, pois valoriza a região do colo sem aumentar ou diminuir, o único cuidado é com a profundidade do decote V mais profundo para não deixar o look vulgar. E pode ser usado tranquilamente por quem tem os seios menores.

  Esse tipo de decote é uma ótima opção para nós desprovidas de altura, quem está com quilinhos á mais e/ou tem ombros largos, pois suas linhas alongam e afinam a silhueta.

Existem modelos que apresentam os mais diversos tamanhos de decote,por isso escolha exatamente aquele de acordo com o seu tipo de corpo evitando possíveis desconfortos com o decote. 


Decote Assimétrico -  É o decote que aparece em vários formatos mas que apresenta alça em apenas um dos ombros. 

 Uma ótima opção para looks mais elegantes e modernos.  Quem tem ombros largos e aquela barriguinha saliente, podem abusar desse tipo de decote,  pois a linha diagonal disfarça  essa região deixando a silhueta mais equilibrada, harmonizando as proporções dando a sensação de corpo mais sequinho.

Já mulheres com seios grandes devem tomar um certo cuidado e escolher um modelo que ofereça uma sustentação melhor aos seios.


Independente do tipo de decote, vamos usar exatamente aquilo que nos faça sentir bem. Regrinhas de estilo são apenas para nos auxiliar na hora de não errar a mão na composição dos looks e esconder ou valorizar aquilo que desejamos.

Beijos

Montando looks estilosos com Short Jeans

 Com esse calor - mesmo estando no período Outono-Inverno -, o que mais queremos e fazemos é colocar as pernocas de fora. E se tem uma peça que é super democrática e essencial no armário, é o short jeans. 

  Acredito que toda mulher tenha ao menos um modelo de short jeans no armário, não é mesmo? É uma peça chave na proposta de looks para o verão, e, na maioria das vezes, usamos o short jeans em momentos completamente - totalmente - mais basicão no dia a dia, como ir á praia, na piscina, ir ali à padaria rapinho, e acabamos deixando um pouco de lado a produção mais estilosa com essa peça.

  Que tal começar a investir em um pouco mais de estilo na hora de montar looks com o short jeans? É possível sim!


  O short jeans se tornou uma das peças mais versáteis, sendo usada em várias estações e nas mais variadas ocasiões. E quando se fala em short jeans, já imaginamos logo aquele combo bem básico do jeans com camiseta básica, por ser uma peça típica de looks mais casuais e despojados, bem a cara do fim de semana mesmo, e a ideia é da uma renovada nesse visual mais básico colocando uma pitada de estilo, deixando a produção com uma pegada mais fashion e moderna.

  Selecionei algumas maneiras de como a gente pode usar e abusar dos nossos shorts jeans com muito estilo.


  No nosso combo de camiseta com short jeans, as combinações para um look casual e super estilosa não faltam. Seja com camisetas Básicas, camisetas de banda, com frases, listradas... o poder de transformação no look aqui vai ficar por conta dos acessórios. 

 Invista em um colar com cor ou com textura, um cinto quem sabe, uma bolsa, o sapato - dependendo da ocasião - um mocassim mais estiloso, um salto alto... Exemplo das três primeiras fotos: Look totalmente básico com camisetas e short jeans com lavagem e modelagem mais discreta, e os acessórios que foram incrementados deu aquele up que faltava no look.

 Para uma produção ainda mais arrumada, invista nas camisarias! Lisa ou estampada, valendo até apostar no jeans com jeans, deixando a produção mais chic. Os acessórios e a escolha do sapato, dá um plus á mais na produção.

 Outra opção, é investir na terceira peça. 


  O short jeans por ser ultra básico, cai sempre bem com o uso de uma terceira peça deixando o look com aquele toque de elegância. 

Vale investir em blazer - liso ou estampado - , casaquetos, kimonos, jaquetas, colete ou maxi colete - alfaitaria vai fazer aquele high low lindão -.


Viu o tanto de possibilidades que podemos montar usando um short jeans? Produções alegres, despojadas, modernas e cheias de estilo, para todos os estilos e ocasiões.

Escolha exatamente aquilo que te faça se sentir bem, e abuse da criatividade nos seus looks.

Beijos

Veludo: Como e onde usar

  Ah, Veludo seu lindo! Que vai e volta e que veio para ficar! 

  Sim, o veludo está de volta! Para alegria de uns - eu - e tristeza de outros. Se você minha amiga, que já vem ouvindo e vendo várias e várias vitrines com peças e acessórios de veludo, vamos lá tirar aquela pecinha que esta guardada e montar várias produções modernas e estilosas, pois o veludo vem ai, trazendo um ar retrô, lindo e elegante, com aquele toque de sofisticação no look.
   
Vamos as dicas e sugestões de como usar - independente da época do ano - para não gastar seu rico dinheirinho em uma peça de veludo e depois deixa-la esquecida no guarda-roupas.


  O Veludo foi super usado na idade média e foi tendência nas décadas de 70 e 80 - tendo seu auge nos anos 90 -, e vira e mexe vem aparecendo, assim como nos últimos desfiles, o veludo, principalmente o de efeito molhando vem com força total neste inverno de 2017.

    Aqui em Natal o inverno não é tão rigoroso como em outros Estados - chove aqui e ali, as vezes muito, as vezes (na maioria das vezes ) pouco - e o veludo por ser um tecido muito usado no inverno - por ser mais pesado e quentinho - já temos na nossa cabeça a ideia de que o veludo deve ser sempre aquela peça enorme e pesada para enfrentar os dias de frio, e por não termos um frio tão intenso, acabamos deixando passar/usar determinada peça por medo de passar calor. 

  É ai que entra o poder da adaptação das tendências de inverno nas nossas produções de looks não tão invernais, já que o veludo é um material super democrático que pode ser combinado com vários tipos de peças e texturas, e vem em duas versões, a clássica e mais opaca, perfeito para calças, blazers e conjuntos mais invernais, e a versão mais glamorosa, o veludo molhado, que tem um brilho levemente acetinado e o caimento mais solto.


  Vale salientar que o veludo molhado é o que está mais em alta e que foi super adorado nos anos 90 - e como lembro da minha blusa de veludo na cor vinho com golinha alta. Uma lindeza! - e por ele ter essa aparência bem brilhante não se engane que o tecido é pra ser usado somente a noite. 

  Ao contrário do que muitos pensam, o veludo pode sim ser usado durante o dia, o truque é juntar a peça de veludo molhado com outras peças mais casuais fazendo o hi-low, como por exemplo, a calça jeans, camisetas e até mesmo trocando o salto pelo tênis, deixando o look completamente leve, confortável e despojado. 

  Essa mistura de texturas deixa o look ainda mais interessante, já que o veludo ressalta brilho e a cor deixando a peça em bastante evidência.


  E exatamente por deixar a peça em evidência, que devemos ter um certo cuidado na hora de escolher a peça de veludo molhado, devido ao seu efeito brilhoso, a peça por si só já vai chamar bastante atenção e ser for usada em uma região do seu corpo que você está querendo disfarçar,então é uma boa dá aquela analisada aonde iremos usar o veludo - seja na parte de cima ou na parte de baixo - e evitar o uso nessas regiões em que você não se sente tão confortável.

  Uma outra dica para usarmos o veludo nesse nosso clima de verão praticamente o ano todo, é apostar nas peças mais soltinhas, deixando o tecido ter um bom caimento. Evitar um pouco as peças coladas demais ao corpo - ninguém que se sentir desconfortável no calor - já que o nosso inverno não é tão severo assim.

  Aposte em vestidos com comprimento midi, soltinhos e com fendas laterais. Saias, shorts, jardineiras, também são ótimas opções. O legal das peças em veludo é a versatilidade que elas proporcionam, podendo ser usadas em qualquer ocasião, podendo montar uma produção chique, despojada, elegante e moderna.


  Em relação as cores, sabemos que o preto e o vinho são as cores mais tradicionais do veludo, e para uma produção mais leve nos dias de calor, os tons de rosa clarinho, nude e verde, acabam combinando um pouco mais com o calor.

Como usar:

Calça: Se você tem uma calça de veludo e quer montar uma produção pra uma reunião, a combinação com uma camisaria mais fina e um sapato elegante, já forma uma produção perfeita para esse tipo de ocasião. Uma produção mais despojada, invista em camisetas, camisa jeans, se for em um ambiente ou cidade mais fria, vale investir em suéter ou moletom.

Uma ótima opção para o dia a dia são as calças cotelê.

Saias: As saias aveludas são super românticas e aparecem nos mais diversos modelos: godê, Midi, Lápis... que podem ser usadas em versões justas, longas ou curtas, com veludo molhado ou de trama lisa.

  Para uma produção dia a dia, a dica é combinar a peça com blusas mais leves como algodão, e evitar exagerar nos acessórios, já que o veludo é chamativo por si só. Em relação as cores das saias, as cores mais sóbrias são ideais, elas são menos chamativas e contrastam menos com outros tipos de materiais. Seja ela saia lápis, rodada ou longa, você pode combina-las com camisetas, cropped e blusinhas, vale também colocar um salto alto pra dar aquela valorizada no look - tênis são super bem vindo também -

Para uma produção noturna, que tal investir em uma saia de veludo dramática na cor vinho e com fenda?  

Blazer: É o tipo de peça super versátil que pode ser aproveitada em diversas ocasiões, desde as mais chic as mais casuais, deixando qualquer look poderoso com essa pegada dramática do veludo. 

  Qualquer look básico é transformado quando incluímos uma única peça alvo de toda atenção, e nesse caso as sobreposições com o veludo.

Vestidos: Destaque especial para um modelito que caiu no gosto da mulherada: o vestido camisola na versão em veludo

  Com alças finas, modelagem mais soltas, com detalhes em renda no decote ou na barra, trazendo toda ousadia e aquele toque sexy - sem ser vulgar - ao look, ainda mais ser for combinado com acessórios e sandálias poderosas. Para quebrar um pouco a sensualidade e deixa-lo mais despojado, invista em blusas por baixo, cardigãs ou casaquinhos.

  Se tratando do comprimento, o midi e modelos com fendas vem caindo em gosto. E para uma produção despojada e descontraída, invista em tênis, mules, chinelos slide

Blusas: Um modelinho que estou amando e desejando uma, são as camisetas aveludadas em tons de rosa clarinho. Acho lindo demais para uma produção casual, assim também como as regatas de alcinha fina fazendo um mix de texturas e dando contrastes bem interessantes e moderninho. 


  Já percebemos que o veludo vem em todo o tipo de peça: blusas, vestidos, calças, saias, shorts, camisas, e se você não estiver muito confiante ou afim de se jogar nessa tendência, dá para experimentar algo mais discreto como os acessórios: uma bolsa, um sapato, uma choker de veludo, por exemplo.


Tipos de veludo 


  • Molhado - Com textura irregular e brilho acetinado.
  • Alemão - Liso e com brilho intenso, é um dos melhores para vestidos e saias em peças mais apropriadas para usar a noite.
  • Cotelê - Esse é um dos mais conhecidos, e são ideais para calças.
  • Cristal - Assim como o veludo alemão, ele também tem uma textura lisa e com brilho. O diferencial dele é mais molinho, mais leve e com melhor caimento. Ideal para peças que exigem um caimento perfeito.
  • Devore - Tem uma textura mais pesada, com desenhos em relevo. Normalmente é usado em casacos, mas podemos encontrar vestidos e blusas também.

Viu que dá pra usar o veludo em vários tipos de peças e ocasiões? Se você ama veludo e esta querendo usar nas suas produções, use e abuse, adeque as peças, o tecido ao seu estilo e necessidades.

Beijos